Ausência

Por Rosa Dealtina Silva*

 

Queria ser o beija-flor,

que não entende

a dor do amor!

Queria poder voar

para trás poder deixar

este alguém

que tanto sofre

por amar!

Ah! Esse beija-flor!

Que se foi e não me levou…

Queria ser o beija-flor,

que bateu asas e voou,

mas não quis me levar!

O beijo e a flor

se despediram do amor;

de alguém que aqui ficou…

Triste beija-flor,.

que se foi e nunca mais voltou!

Deixou meu coração,

com esta dor

e esta ausência,

beija-flor!

 

 

 

(Foto: Divulgação)

 

*Rosa Dealtina Silva é formada em pedagogia (administração escolar), com especialização em progestão escolar. Professora das séries iniciais, ensino fundamental e ensino médio. Ama filosofia, leitura, poesia e pintura. Neste espaço, ela vai compartilhar algumas de suas poesias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *