Dia dos Pais – Esperança e doação marcam as histórias dos pacientes renais Maria Gabriela e Filipe e de seus pais

Para muitas famílias, o Dia dos Pais é uma data para celebrar o respeito, o amor e a dedicação da figura paterna na vida de todos. A preocupação em oferecer educação, alimentação e, principalmente, saúde, faz com que muitos pais enfrentem os mais diversos obstáculos para garantir as necessidades básicas aos seus filhos.

Na Fundação Pró-Rim, referência nacional em tratamento e transplante renal, existem muitas histórias de pais e filhos que demonstram o verdadeiro sentimento de gratidão pela vida. Neste Dia dos Pais, a instituição conta a história de Maria Gabriela e Filipe, que têm algo em comum. Os dois vivenciaram momentos críticos do encontro da infância com a doença renal e tiveram em seus pais o suporte necessário para lutarem pela vida.

Maria Gabriela, de 6 anos, faz hemodiálise e conta com a força de seu pai para passar pelo tratamento e aguardar o transplante. Aos 8 anos, Filipe teve perda da função renal, recebeu a doação de rim de seu pai e, hoje, comemora 19 anos do procedimento. Moizes, pai da Maria Gabriela, e Valério, pai do Filipe, compartilham de sentimentos comuns nesse Dia dos Pais. A esperança de salvar a vida da filha, a qual enche o coração de Moizes, é a mesma que fez com que Valério doasse o rim para seu filho.


Maria Gabriela e Moizes

Moizes veio para Santa Catarina em busca de um melhor atendimento médico para Maria Maria Gabriela, que foi diagnosticada com pneumonia necrotizante. Apesar das complicações e da perda da função renal da menina, encontrou a esperança no tratamento de diálise. “Apesar das coisas que a Maria já passou, tudo acontece em nome de Deus. Se não fosse por Ele, não estaríamos no lugar certo para receber o atendimento que ela teve”, agradece o pai.

Filipe e Valério

Filipe também passou por várias complicações de saúde quando era criança. E assim como o pai de Maria, Valério fez de tudo para buscar a sobrevivência do filho. Apenas um transplante de rim poderia salvá-lo. O pai só não contava que seria ele o doador. “Quando os médicos disseram que eu poderia ajudar sendo doador, fiquei ansioso para que chegasse logo o dia do transplante. Eu entendi que se não tomasse a iniciativa, o meu filho iria morrer”, conta Valério.

Neste Dia dos Pais, o abraço que Filipe e Maria Gabriela darão em seus pais terá em comum a gratidão a eles pelo cuidado, pela doação de vida. Filipe comemorará ao lado de Valério mais um ano de transplante e de união entre os dois. Maria Gabriela vai celebrar o valor da presença de seu pai em seu dia a dia de tratamento e da esperança em receber a doação de um rim em breve. “Saber que você é responsável por outra vida, ao mesmo tempo que dá medo, te faz o ser o pai mais feliz do mundo. Seu filho é o seu legado”, fala Moizes sobre ser “pai”.

São histórias como essas que fazem ser possível sentir o verdadeiro dever de missão cumprida: a de salvar vidas dos pacientes renais.

Sobre a Fundação Pró-Rim (www.prorim.org.br)

Referência nacional no tratamento e no transplante de rins, a Fundação Pró-Rim é uma entidade filantrópica com 30 anos de atuação. Tem unidades de hemodiálise em Santa Catarina e Tocantins e atende a pacientes renais crônicos de todo o Brasil. Pioneira nos transplantes renais em Santa Catarina, sua equipe está entre as que mais realizam transplante no País. Já ultrapassou a marca de 1.500 transplantes renais, é a primeira instituição de nefrologia do mundo a receber a certificação internacional Qmentum e a primeira unidade de hemodiálise do Estado a receber o nível máximo de Qualidade da Organização Nacional de Acreditação (ONA – Nível 3). Recebeu o Prêmio Empreendedorismo Social pela Folha de S. Paulo e foi eleita pelo nono ano consecutivo pelo Guia Você SA como uma das 150 melhores empresas para se trabalhar no Brasil.

 

(Por Fabiana Albuquerque  / Visual Press Comunicação. Fotos: Divulgação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *