Em três horas, voluntários enchem 70 sacos de lixo retirado da avenida Santos Dumont, em Joinville

A ação marcou o Dia Mundial da Limpeza na cidade, lembrado em todo o mundo em 15
de setembro. No Brasil, mais de 400 cidades participaram de ações semelhantes.

O problema do descarte incorreto de resíduos pelas ruas pôde ser visto por 27 voluntários que participaram de um mutirão de limpeza em uma das avenidas mais movimentadas da cidade. Em três horas, as pessoas que participaram no sábado, 15 de setembro, do Dia Mundial da Limpeza (World Clean Up Day), em Joinville, retiraram o equivalente a meia caçamba de lixo das margens da avenida Santos Dumont, em um percurso de 1,7 quilômetro, a partir do shopping localizado na região norte em direção ao centro da cidade.

Participantes do Dia Mundial da Limpeza (World Clean Up Day) em Joinville retiraram o equivalente a meia caçamba de lixo das margens da avenida Santos Dumont, em um percurso de 1,7 quilômetro (Fotos: Divulgação / Majuí

Foram 70 sacos grandes de resíduos como bitucas de cigarro, embalagens plásticas de alimentos, embalagens de uma das redes de fast food localizada no shopping próximo, marmitas de isopor, copos e garrafas plásticas, garrafas de vidro, calçados, preservativos e até calotas de carro. Grande parte dos resíduos estava na mata de terrenos localizados na avenida e, também, próximos aos pontos de ônibus, onde não foram vistas lixeiras.

A coordenadora da ação em Joinville, a artista plástica Kátia Baeta, se assustou com a quantidade de resíduos encontrada pelos voluntários. Com experiência em ações de limpeza em áreas às margens da Baía da Babitonga, ela disse que a ação mostrou que é preciso conscientizar também quem circula pelas ruas da cidade e chamou a atenção para uma maior responsabilidade com o descarte do lixo.

“Vimos que é preciso reeducar através de ações pontuais em lugares onde as pessoas passam diariamente, as ruas. Cada um pode tomar a atitude de limpar, cuidar e preservar de uma maneira leve, nas caminhadas ou passeios com amigos, e lembrando que não sujar as ruas é um dever nosso”, disse.

Pela primeira vez em uma ação voluntária de limpeza, a engenheira ambiental Maria Carolina Campestrini também se surpreendeu com o montante de lixo recolhido. “Faltam lixeiras e, igualmente, tanta conscientização. Esperamos que, ao verem o entorno mais limpo, algumas pessoas repensem antes de abandonar qualquer tipo de lixo no chão. Afinal, fala-se que Joinville é uma cidade limpa, mas o que vimos hoje (e na realidade, sempre que paramos para notar) não demonstra exatamente isso”, comentou.

Na cidade, participaram do Dia Mundial da Limpeza voluntários do coletivo Ação de Limpeza Voluntária de Mangues, Praias e Rios de Joinville, da Ong Engenheiros Sem Fronteiras, do comitê local do Movimento ODS Santa Catarina, do Grupo Escoteiro Príncipe de Joinville, da JCI Joinville e do Sesc. A ação recebeu apoio da empresa Ambiental Limpeza Urbana, que colaborou com luvas e providenciou uma caçamba para armazenar o lixo recolhido.

Próxima ação

A próxima ação de limpeza voluntária na cidade ocorre no próximo sábado, 22 de setembro, na praia da Vigorelli. A ação faz parte do programa Mares Limpos, da Organização das Nações Unidas (ONU). Joinville está no mapa da ONU para limpeza de praias desde o ano passado. O objetivo é retirar das margens de rios e mares resíduos, especialmente plásticos, e contribuir com a limpeza dos oceanos.

Sobre o World Clean Up Day

Em todo o Brasil, as ações de limpeza ocorreram em mais de 400 cidades . O Dia Mundial da Limpeza foi criado há dez anos, com o objetivo é conscientizar a população para o descarte incorreto de resíduos.A iniciativa é coordenada mundialmente pelo movimento Let´s Do It!, fundado na Estônia em 2008. Naquele ano, um grupo de pessoas mobilizou 50 mil voluntários que limparam o país todo em cinco horas. Desde então, a cada ano, o movimento busca organizar a maior ação civil de limpeza do mundo. De lá, o World Clean Up Day se espalhou e neste ano ocorre em 150 países, sendo a primeira vez no Brasil.

(Por Ciléia Pontes / Majuí Comunicação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *