Uma amizade eternizada

Por Rosi Costa*

 

Lancei um desafio aos meus alunos, de um olhar para si – quem é você? Do que você gosta? O que você traz dentro de si? Perguntas que geram reflexão, e levam ao autoconhecimento.

Minha aluna Priscila lembrou de sua amiguinha. A história delas estava gravada na memória e nas fotos. E foi isso que ela escolheu representar sobre si mesma, um momento de sua vida, em que iam constantemente ver o mar e, por que não, olhar para dentro de si.

Minha aluna começou por um esboço rápido para representar os espaços de céu, mar, montanha, figuras e terra.

Priscila começou pelo céu e mar, trabalhando com tons de azuis. O branco próximo à linha do horizonte favorece a profundidade, e as pinceladas curtas e curvas fazem o mar parecer estar em movimento.

No primeiro plano, usou tons de ocre, amarelo, branco e um pouco de marrom. Na sequencia, começou a colocar cores no cão e na figura humana.


Ela voltou a trabalhar o mar, com o acréscimo de branco para representar a espuma; na montanha usou tons de verdes; ao escolher tons de verdes, use também as cores que usou na terra, assim você vai deixar essa vegetação com cores mais naturais e conseguir um efeito de harmonia em sua pintura.


Aqui começou a pintar algumas flores com pinceladas curtas, usando branco, amarelo e vermelho. Priscila mudou de ideia quanto à cor da roupa que estava usando e decidiu por uma cor de rosa. Assim, ganhou mais expressividade e ênfase na figura.


A tela finalizada e uma amizade eternizada. Por mais que as coisas mudem e que esses nossos amiguinhos tenham nos deixado, o tempo que eles estiveram conosco e a alegria que nos proporcionaram com certeza nos transformaram em pessoas melhores e deixaram conosco algo que levaremos para a vida. A vivência de um amor incondicional.

 

*Artista Visual, pedagoga e arteeducadora

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *