Águas de São Francisco do Sul promove, para colaboradores, palestra sobre racismo. Evento integra programação do Mês da Consciência Negra

O Mês da Consciência Negra ganhará um evento especial na concessionária Águas de São Francisco do Sul. Para marcar a data, a empresa promoverá a palestra “Braquitute e Racismo Estrutural”, no dia 13 de novembro, em sua sede administrativa.

A apresentação, fechada para os colaboradores da companhia, promete levar para o ambiente da concessionária um olhar sobre o racismo estrutural da sociedade brasileira com Lia Vainer Schumann, doutora em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo. Lia também é autora do livro “Entre o encardido, o branco e o branquíssimo: Branquitude, Hierarquia e Poder na Cidade de São Paulo “&” Famílias inter-raciais: tensões entre cor e amor”.

A palestra integra a programação do mês de novembro do Grupo Aegea, que entende que o combate ao racismo e à discriminação é um desafio diário. O racismo é crime no Brasil, previsto pela Constituição Federal, nos termos do Artigo 5º, Inciso XLII. “A prática do racismo constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão, nos termos da lei”, diz o texto.

Engajada neste movimento, a empresa preparou uma ação especial que ocorre de 1º a 30 de novembro. O Dia da Consciência Negra, comemorada oficialmente no dia 20 de novembro, faz referência ao Zumbi dos Palmares, símbolo de resistência e luta para uma sociedade inclusiva e para que as pessoas não sejam discriminadas por conta de sua etnia ou cor da pele.

Nas empresas do grupo, o tema será discutido em rodas de conversa e outros eventos. Além disso, os murais das empresas receberão um conteúdo especial sobre o víeis inconsciente e personalidades negras que contribuem para a construção da sociedade brasileira.

 

(Por jornalista Joana Gall / joanagal@gmail.com. Foto: Divulgação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *