Leia Mulheres Joinville discute em setembro obra de ficção científica da premiada N. K. Jemisin

“A inclusão torna a literatura melhor para todos”
(N.K. Jemisin)

O próximo encontro do clube Leia Mulheres Joinville está confirmado para o final de setembro. Desta vez, para discutir o livro “A Quinta Estação”, da norte-americana N.K. Jemisin.

Com entrada sempre gratuita, neste 28/9, às 14h, o Leia Mulheres se reúne no auditório do Museu de Arte de Joinville (MAJ), localizado na rua 15 de Novembro, 1.400, bairro América. A mediação será feita pela jornalista Marcela Güther.

Com o objetivo de divulgar as obras escritas por mulheres, o clube faz encontros itinerantes em Joinville

De forma itinerante, a cada mês o clube faz os debates em centros culturais e alternativos de Joinville. O objetivo das participantes é propor ações para aumentar a presença da mulher no mercado editorial.  

Voz da ficção especulativa atual

Lançada em 2015 nos Estados Unidos, a “A Quinta Estação”, de N.K. Jemisin inicia a trilogia da “Terra Partida”, que figurou nas listas de melhores do ano do New York Times. O livro fez com que N.K. Jemisin se tornasse, em 2016, a primeira pessoa negra a receber o Hugo, principal prêmio da literatura fantástica e ficção científica.

N.K. Jemisin é considerada uma das mais importantes vozes da ficção especulativa atual. Ela constrói universos ricos e complexos, que vão da fantasia à ficção científica. Suas obras falam sobre justiça social, preconceito, violência e a multiplicidade do comportamento humano. N.K. Jemisin é também blogueira política, feminista e antirracista.

Sobre “A Quinta Estação”  

É assim que o mundo termina. Pela última vez. Três coisas terríveis acontecem em um único dia: Essun volta para casa e descobre que seu marido assassinou brutalmente o próprio filho e sequestrou sua filha. Sanze, o poderoso império cujas inovações têm sido o fundamento da civilização por mais de mil anos, colapsa frente à destruição de sua maior cidade pelas mãos de um homem louco e vingativo.

E, no coração do único continente, uma grande fenda vermelha foi aberta e expele cinzas capazes de escurecer o céu e apagar o sol por anos. Ou séculos. Mas esta é a Quietude, lugar há muito acostumado à catástrofe, onde os “orogenes” – aqueles que empunham o poder da terra como uma arma – são mais temidos do que a longa e fria noite. E onde não há compaixão.

“A Quinta Estação” é uma narrativa que floresce em um cenário apocalíptico, pós-aquecimento global e além-estações. Um mundo ambientalmente caótico, devastado pela ação humana, escasso em recursos naturais, mas que pode ser controlado pelos comandos sensoriais de um grupo socialmente marginalizado. Jemisin construiu, em um misto de fantasia ecológica, distopia e comentário social, um universo diverso, complexo e repleto de preconceitos, que coloca o leitor sempre na pele dos que mais sofrem.

Sobre o Leia Mulheres

O Leia Mulheres é um movimento nacional que existe desde 2015 e busca incentivar uma luta, cada vez mais compartilhada, para empoderar mulheres escritoras que sobrevivem a um mercado editorial com preponderância de vozes masculinas. No Brasil, o movimento, criado em São Paulo há quatro anos, já abrange mais de 120 cidades, sendo seis catarinenses: além de Joinville, há clubes de leitura de autoras em Florianópolis, Blumenau, Lages, Balneário Camboriú e São José.

A entrada é gratuita.

Saiba mais:

Grupo do Leia Mulheres Joinville no Facebook:
https://www.facebook.com/groups/leiamulheresjoinville

Página do Instagram do Leia Mulheres Joinville:
https://www.instagram.com/leiamulheresjoinville/

Contato do Leia Mulheres Joinville:
marcelaguther5@gmail.com

Contato do movimento nacional #LeiaMulheres:
contato@leiamulheres.com.br

(Com informações de Marcela Güther. Fotos: Divulgação Leia Mulheres)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *