Efervescência

Por Rosa Dealtina Silva*

 

 

Estremeço e extravaso

quando tu me pegas

e me tens,

na hora do amor…

Me desmancho na água,

que escorre

junto deste amor…

Estar e ser tua,

com este fervor,

toda nua,

durante o amor…;

…esqueço o apreço

que devo ter

com este amor…

Ardente e cadente,

é o calor,

depois do amor…

Acordo no ar,

além das matas

e do mar…!

Tudo acontece

depois de te pertencer

e efervescer;

deste amor,

sem pudor…

…e na força

que tem

este amor!

*Rosa Dealtina Silva é formada em pedagogia (administração escolar). Professora das séries iniciais, ensino fundamental e ensino médio. Ama filosofia, leitura, poesia e pintura. Neste espaço, ela vai compartilhar algumas de suas poesias.

** Foto: Pixabay

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *