Em Joinville, Hospital São José implanta projeto de referência mundial nas emergências

O Hospital São José de Joinville foi escolhido pelo Ministério da Saúde para integrar o grupo de 20 hospitais de vários Estados brasileiros que receberão nos próximos meses o Projeto Lean nas emergências.

A iniciativa é baseada em uma metodologia japonesa que chegou ao ocidente após a Segunda Guerra mundial e foi utilizada em praticamente todos os setores produtivos. A partir da década de 90 foi adaptado para utilização na área da saúde com impactos muito positivos.

Segundo o secretário da Saúde de Joinville, Jean Rodrigues, com esse projeto haverá maior investimento para a qualificação dos procedimentos, e agilidade no atendimento, nos diagnósticos e no tratamento. “Essa conquista vai garantir aportes de recursos, com suporte técnico para uma melhor humanização e atendimento ainda mais qualificado”, afirmou.

A inclusão do Hospital São José pelo Ministério da Saúde é resultado de um trabalho iniciado em setembro, durante a participação do secretário e de diretores em seminário sobre experiências exitosas promovido pelo Hospital Sírio Libanês, quando foram abertas inscrições de novos hospitais para a próxima fase. O hospital joinvilense é administrado pela Prefeitura de Joinville.

Feita a inscrição, Joinville foi comunicada que no dia 9 de outubro participaria de uma videoconferência com equipe do Sírio Libanês para receber as primeiras orientações e repassar informações sobre o dia a dia da emergência e as formas de classificação de risco.

Nos dias 15 e 16 de outubro, dois representantes do Sírio Libanês estarão em Joinville para analisar os procedimentos in loco. Em seis meses, o método deve estar plenamente implantado.

“Estamos ganhando essa consultoria sem nenhum custo financeiro para o município de Joinville organizar e estruturar de forma moderna e racional o nosso setor de emergência, que, em qualquer hospital, é o ponto mais crítico”, explicou o diretor do São José, Douglas Calheiros.

Em Joinville, além do Hospital São José, o Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, do Estado, foi contemplado com esse programa.

Como funciona

Para que as práticas do Sistema Lean sejam implementadas com sucesso é preciso promover mudanças de cultura nas organizações hospitalares, tirando o foco dos processos para centralizá-los nas necessidades dos pacientes.

Nesse sentido, é fundamental que haja total envolvimento dos gestores para repensar a estrutura administrativa. Também é preciso que os problemas, as falhas e os pontos de melhoria sejam analisados dentro do contexto onde ocorrem.

Um dos indicadores para medir os resultados é o de superlotação, que avalia quesitos como tempo de passagem de pacientes pelas urgências, permanência no hospital, tempo de alta, entre outros. Com o avanço do projeto será possível levar a metodologia a todas as áreas do hospital.

 

(Por Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Joinville)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *