Escola Bolshoi recebe a única companhia de danças de cegos do mundo para um dia inteiro de arte e dança

 

Cia. Ballet de Cegos de São Paulo estará em Joinville no dia 1º de outubro (Fotos: Divulgação)

No dia 1º de outubro, terça-feira da semana que vem, a Cia. Ballet de Cegos de São Paulo, única companhia de cegos do mundo, passará um dia repleto de arte e dança na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil. Além de aulas de balé clássico e contemporâneo, o grupo, composto por nove bailarinos, fará uma apresentação para os alunos do 3º ao 8º ano do Bolshoi.

O dia começa com uma aula de balé clássico, às 9h45, com alunas no 3º ano. Em seguida, às 11h15, a Cia. Ballet de Cegos se apresenta ara os alunos da instituição. À tarde, eles se apresentam às 13h e depois seguem para uma aula de dança contemporânea, a partir das 14h.

A iniciativa foi da professora de dança Juliana Bermudes, que dá aulas para as bailarinas cegas na Associação Fernanda Bianchini, responsável pela Cia. Ballet de Cegos. Juliana também é cursista na Escola Bolshoi e já está no 3º módulo do curso de Metodologia Vaganova. Ela afirma estar ansiosa para este dia.

“A Cia. Ballet de Cegos realiza trabalhos lindos pelo Brasil e pelo mundo. Já vi mudanças em grandes empresas que compreenderam o papel social da companhia através de uma interação, e tenho certeza que na Escola Bolshoi essa troca será ainda mais especial”, diz Juliana.

Associação Fernanda Bianchini

Metodologia é pioneira no ensino da dança e referência mundial por seu valor artístico e inclusivo

Esse projeto foi iniciado em 1995 com cerca de dez alunas e tornou-se uma metodologia pioneira para o ensino da dança e referência mundial por seu valor artístico e inclusivo. Já são 24 anos de história e mais de mil vidas transformadas.

A Associação Fernanda Bianchini – Cia Ballet de Cegos [AFB] hoje atende a mais de 400 alunos de várias idades, em sua maioria deficientes visuais. Sua metodologia de ensino do Ballet Clássico é pioneira e reconhecida mundialmente. A integração social de deficientes visuais por meio da dança, principalmente do ballet como uma atividade extracurricular, é a principal missão da entidade.

Inclusão

A inclusão por meio da dança é tão profícua que, atualmente, além de Ballet Clássico, a escola oferece aulas gratuitas de Sapateado, Dança de Salão, Expressão Corporal, Danças para a Terceira Idade e Teatro para seus assistidos, com a formação de turmas de estimulação precoce para quem nasce com a deficiência.

A ABF conta com 13 professores de dança, entre eles, as deficientes visuais Geyza Pereira da Silva e Veronica Batista, formadas na própria entidade, e a gestora Fernanda Bianchini, como voluntária. Na grade de aulas semanal, os professores se revezam no atendimento a quase 200 alunos matriculados, divididos em grupos por modalidades de aprendizado, segundo os critérios do estatuto da entidade.

A instituição também está desenvolvendo metodologia para ministrar aulas de Ballet Clássico para cadeirantes. A ideia é que, em breve, comecem a funcionar a Cia. de Ballet para Cadeirantes e a Cia. de Dança Contemporânea. Ambas estão na pauta de novos projetos em construção da AFB.

Escola Bolshoi

A Escola do Teatro Bolshoi no Brasil é a única filial do Teatro Bolshoi de Moscou e tem transformado vidas de crianças e jovens. A sua missão é formar artistas cidadãos. Seus alunos, vindos de vários cantos do país e do exterior, em sua maioria, provenientes dos extratos menos favorecidos da sociedade, recebem 100% de bolsa de estudo e benefícios que garantem uma formação de excelência, e proporcionam um futuro mais digno.

Atualmente, alunos vindos de 22 Estados Brasileiros e 3 países fazem parte da escola. O Bolshoi Brasil é um grande celeiro de talentos: 74% dos bailarinos formados atuam no mercado mundial da dança. Joinville é conhecida como Capital da Dança, e esse é um dos motivos pelos quais milhares de turistas visitam e se encantam com a Escola Bolshoi. A Escola Bolshoi recebe uma média de 500 turistas por mês.

É uma instituição privada, sem fins lucrativos, que recebe apoio do governo e dos Amigos do Bolshoi, de empresas e pessoas físicas socialmente responsáveis e comprometidas com a causa, que apoiam a instituição por meio de serviços prestados pro bono e aportes financeiros, com ou sem incentivos fiscais. A Caixa é patrocinadora da Escola Bolshoi na categoria Diamante.

SERVIÇO:

Data: 1/10 – Cia. Ballet de Cegos de São Paulo

Horário: 9h45 até 15h30

Local: Escola Bolshoi

 

(Com informações de Manuela Schneider / Núcleo de Comunicação da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *