Feira Dona Francisca incentiva o empreendedorismo e é nova atração para o público de Joinville

.

Evento estreou na semana passada na Praça da Bandeira, no Centro. Segunda edição será no dia 30 de maio

Toalhas, trilhos, panos de prato, enfeites para cabelos, bolsas, necessaires, artigos infantis, roupas e caminhas para pets, peças decorativas e produtos resgatados pela coleta seletiva são alguns dos produtos comercializados na Feira Dona Francisca, que estreou no dia 9 de maio na Praça da Bandeira, em Joinville. 

A Feira Dona Francisca é uma iniciativa da Secretaria de Assistência Social de Joinville (SAS), por meio do Serviço de Incentivo às Organizações Produtivas (SIOP) e tem o objetivo de oferecer um espaço de comercialização para os empreendedores acompanhados pela incubadora pública Join.Cubo, participantes dos cursos de artesanato realizados pela Gerência de Fomento à Geração de Emprego e Renda e das atividades de economia solidária. 

Para alguns dos cerca de 40 empreendedores que participaram da primeira edição, a Feira Dona Francisca foi a primeira experiência prática de exposição e comercialização dos seus produtos. 

Entre elas, está a artesã Maria Doralice Vociekouski, aluna do curso de bolsas do Centro Público de Atendimento ao Trabalhador (Cepat), serviço vinculado à Secretaria de Assistência Social de Joinville (SAS). 

Após sair do mercado de trabalho formal, em 2018, a empreendedora buscou o artesanato como nova alternativa para geração de renda. No início deste ano, ingressou no curso e está se aprimorando na técnica de produção e comercialização da sua arte. 

“Por enquanto vendi apenas para amigos e familiares. A Feira Dona Francisca será um laboratório mesmo. Estou animada e agora só esperando o público”, afirma. O evento também está sendo uma oportunidade diferente para os grupos de coleta seletiva que participam das atividades de economia solidária. 

A empreendedora Iraíde Ribeiro da Costa faz parte da Recicla, cooperativa que participa da incubadora pública Join.Cubo. Na Feira Dona Francisca, ela e seus colegas cooperados podem oferecer produtos resgatados na coleta seletiva e incrementar a renda, que é partilhada entre os cerca de 30 sócios da cooperativa. 

“Eu sempre gosto de observar e coletar objetos diferentes que aparecem na esteira, como instrumentos musicais, máquina de costura e toca-discos antigos. Hoje trouxemos taças de metal e máquinas fotográficas que nem existem mais no mercado. Para nós, o evento será uma porta”, espera a empreendedora. 

Para o secretário de Assistência Social de Joinville, Vagner Ferreira de Oliveira, a Feira Dona Francisca é uma importante iniciativa para os alunos que buscam capacitação e uma forma de o município fomentar a geração de emprego e renda. 

“O País passa por um momento difícil na questão do emprego e Joinville proporciona oportunidades, ajudando o cidadão a empreender. Isso dignifica o homem”, destaca o secretário. 

A Feira Dona Francisca erá realizada quinzenalmente, geralmente na primeira e terceira quinta-feira de cada mês. 

Em maio, a segunda edição está marcada para o dia 30 e a ideia é que, a cada evento, haja rodízio de expositores para que todos os empreendedores tenham a oportunidade de participar. 

(Por Secretaria de Comunicação da Prefeitura de Joinville)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *