Governo Federal lança programa para mapear os entraves que prejudicam o desenvolvimento de Joinville

Iniciativa chamada Programa Mobilização pelo Emprego e Produtividade em Joinville foi apresentada no Ágora Tech Park.

A Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competividade (Sepec) lançou em Joinville o Programa Mobilização pelo Emprego e Produtividade em Joinville. O evento ocorreu em maio, no Ágora Tech Park, reunindo empresários, políticos e entidades do Estado.

O secretário especial Carlos da Costa ressaltou a importância de Santa Catarina como um Estado que gera emprego e renda com dinamismo. “Aqui confirmamos que o brasileiro é criativo e empreendedor. Queremos canalizar essas características para fazer todo o Brasil crescer”, afirmou. Para ele, o setor privado contribui muito nessa área e empreendimentos como o Perini Business Park e o Ágora Tech Park são os melhores exemplos disso.

O programa tem por objetivo mapear os entraves que prejudicam o desenvolvimento local e apresentar soluções que melhorem a competitividade. Santa Catarina foi o segundo Estado a receber o lançamento da iniciativa, que deve estar presente em mais de 14 Estados ainda neste ano.

Além disso, foi lançado o Mobiliza Brasil, um aplicativo que levantará os gargalos com base em temas e subtemas, para elencar os principais desafios das regiões. “Vamos entusiasmar o Brasil para que o país volte a gerar emprego e renda”, destacou Carlos Melles, diretor-presidente do Sebrae, parceiro do projeto.

Mario Cezar de Aguiar, presidente da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), apontou as principais necessidades da região como a desoneração da produção e as melhorias na infraestrutura. “Estamos ansiosos por medidas que destravem a produção. Santa Catarina é um Estado empreendedor. Somos a sexta economia do país e necessitamos desses investimentos para contribuir com o crescimento do país”, destacou.

De acordo com o secretário Carlos da Costa, o governo pretende atacar cinco áreas: simplificação dos processos, qualificação do capital humano, apoio à inovação e modernização, infraestrutura e abertura para novos investimentos, tais como a abertura do mercado aéreo. “Pedimos o engajamento das lideranças locais para que cobrem seus governos e nós também, em busca das melhorias. Assim seremos um país próspero, moderno, que gera emprego e renda”, frisou.

Para Alisson Takano, diretor comercial do Perini Business Park, é preciso se voltar para o empreendedorismo, principalmente em Joinville, onde as pequenas e médias empresas, assim como startups, estão fazendo a diferença. “Temos mais potencial do que pensamos. Precisamos desse apoio da comunidade para fortalecer esse ponto de virada e posicionar Joinville como uma cidade empreendedora”, comentou.

(Por Letícia Caroline)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *