Musa Brasil Tattoo, eleita em Joinville, quer usar título para quebrar preconceitos

 

Patrícia Leite, primeiro lugar do concurso Musa Brasil Tattoo (Fotos: Mambabatok Tattoo Magazine)

A eleição da Musa Brasil Tattoo foi uma das atrações da 7ª edição da Convenção Internacional de Tatuagem Itinerante. O evento foi realizado de sexta-feira (29/11) a domingo (1º/12) em Joinville.

Nascida em Itupeva, São Paulo, a maquiadora Patrícia Leite recebeu o título de mulher mais bela e tatuada do Brasil. Com 32 anos, 1,67 m de altura e 79, a itupevense garantiu a coroa e mostrou que não é só manequim 38 que tem vez em eventos como este. O segundo lugar ficou com Mariane Moretti, de Jundiaí, São Paulo. E em terceiro, Caroline Lupinski, de Curitiba.

“Participei do Musa em 2017, 2018 e somente agora minha estrela brilhou. Não consigo expressar em palavras a felicidade, pois é um sonho que se realiza ”, diz Patrícia.

Sem imposição de padrões

Ela quer usar seu título de ganhadora do concurso Musa Brasil Tattoo para quebrar barreiras e preconceitos muitas vezes enfrentados por aquelas que não têm o padrão aceito pela sociedade. Para ela, alguns concursos de tatuagem vêm se padronizando, tanto no jeito de se vestir quanto na forma física.

“Hoje, infelizmente, a cada dia os desfiles vêm se padronizando, tanto com vestimentas como físico, e isso de certa forma mancha uma categoria que luta contra a quebra de vários paradigmas. Todos deveriam deixar cada candidata livre para mostrar sua essência”, defende a nova Musa Brasil Tattoo.

Segundo a organizadora do concurso, Vanessa Freitas, a proposta do desfile é que as candidatas possam ser livres. “O concurso não impõe padrões nem estilos de roupas. Cada candidata escolhe sua música e se apresenta como achar melhor. Afinal, elas são mulheres reais”.

 

(Com informações de  Bruna Mendonça Fillol / Mercur Agência de Comunicação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *