Prêmio Patrícia Acioli faz homenagem a juíza assassinada. Inscrições estão abertas

Informações sobre o prêmio podem ser obtidas neste link: http://amaerj.org.br/premio/.

Para homenagear a juíza Patrícia Acioli, assassinada em 2011, em Niterói (RJ), por policiais militares. Este é um dos propósitos do 8º Prêmio Amaerj Patrícia Acioli de Direitos Humanos, que está com inscrições abertas até 3 de agosto. O resultado será divulgado no dia 5 de agosto, durante cerimônia de premiação no Rio de Janeiro.

Em prol dos direitos humanos

Criado em 2012 pela Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj), o prêmio busca fortalecer iniciativas em prol dos direitos humanos e da cidadania.

A iniciativa consegue fazer isso com o estímulo aos trabalhos acadêmicos, às práticas humanísticas, às reportagens jornalísticas, aos trabalhos dos magistrados e aos hors concours. Além, claro, com a homenagem à memória da juíza Patrícia Acioli, que atuava na 4ª Vara Criminal de São Gonçalo quando foi assassinada, em 2011, por policiais militares.

O prêmio tem quatro categorias: “Trabalhos Acadêmicos”, “Práticas Humanísticas”, “Reportagens Jornalísticas” e “Trabalho para Magistrados”. A última é exclusiva para juízes e desembargadores.

Mais informações poderão ser acessadas no link:

http://amaerj.org.br/premio/.

(Com informações do jornalista Thiago Dias)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *