Roberto Szabunia

9 de agosto de 2018

Não tenho tempo pra ler…

Por Roberto Szabunia*   Ah, a velha desculpa… Como assim, não tem tempo pra ler? Mas arranja tempo de sobra pra assistir a três ou quatro […]
23 de junho de 2018

General Inverno

Por Roberto Szabunia*   Em pelo menos duas épocas da História, esse personagem, General Inverno, foi protagonista, em ambas tendo como palco a Rússia. Há fontes […]
6 de junho de 2018

Livros que me livrem!

Por Roberto Szabunia*   Leitor inveterado desde a chamada “tenra infância”, divirto-me com o fórum de debates em que se transformou a notícia de que o […]
23 de Maio de 2018

O Circo-Teatro Nhana apresenta… Tareco!

Por Roberto Szabunia*   Quem foi criança nos anos 60 do século passado – como eu – certamente vai se lembrar do anúncio estampado no título […]
13 de Maio de 2018

Beijos…

Por Roberto Szabunia*   – Que horror! – Cadê a censura? – Nojo de Globo… – Ultrapop! Essas foram algumas das expressões que vi no Facebook, […]
24 de abril de 2018

Rio Negrinho, 1963

Alguém tá me chacoalhando… Sou mexido pra lá, pra cá, pra lá de novo, pra cima, pra baixo. Fico tonto… Opa, agora fico estático. Ufa, que […]
13 de abril de 2018

O gato preto cruzou a estrada

Por Roberto Szabunia*   Passou por debaixo da escada. E lá no fundo azul na noite da floresta. A lua iluminou a dança, a roda, a […]
4 de abril de 2018

Parabéns, professora!

Por Roberto Szabunia* Calma, não tô me adiantando, sei que o Dia do Professor é só 15 de outubro. Naquela data, com quase certeza, escreverei uma […]
1 de março de 2018

Sorveteria Polar vai reabrir!

Por Roberto Szabunia*   Que bom se fosse verdade, né? De preferência no mesmo endereço. Ainda peguei os estertores da famosa sorveteria quando cá aportei, em […]
16 de fevereiro de 2018

WC na casa dos outros

Por Roberto Szabunia*   Antes que algum leitor mais atento me acuse de autoplágio, entrego: escrevi esta crônica em dezembro de 2011, após passar um apuro […]
9 de fevereiro de 2018

Ó, impuros corações

Por Roberto Szabunia*   Ouvi no rádio, por esses dias, uma notícia abordando o sistema prisional catarinense. Resumindo: construir mais presídios e aumentar a capacidade dos […]
1 de fevereiro de 2018

Tiro no cérebro

Por Roberto Szabunia*   Que tiro foi esse? Foi mais um disparo de carabina calibre 22 no crânio. E lá se vão mais alguns milhões de […]
25 de janeiro de 2018

Minha querida Sampa!

Por Roberto Szabunia* Neste 25 de janeiro, quando o município de São Paulo festeja seus 464 anos, rendo uma homenagem à cidade que me acolheu no […]
20 de janeiro de 2018

No tempo de Elis

Por Roberto Szabunia*   Quem foi Elis Regina? Ora, direis, foi uma das maiores intérpretes da música brasileira. Simples assim. Concordo. Elis Regina foi uma das […]
12 de janeiro de 2018

Em 1968, com 11 aninhos

Por Roberto Szabunia*   Onde você estava e o que fazia em janeiro de 1968? Esta pergunta, claro, vale pra quem já era nascido. Eu, por […]
7 de dezembro de 2017

Reflexões natalinas

Por Roberto Szabunia*     Fecho este ano escrevendo não uma crônica, mas compilando e editando algumas escritas ao longo dos últimos dez anos nos jornais […]
22 de novembro de 2017

O ocaso de uma história escrita

Por Roberto Szabunia*   Jornal do Brasil encerra atividades. Fechado o Jornal da Tarde. Fim do Notícias Populares. Gazeta Mercantil fecha as portas. Gazeta do Povo […]
10 de novembro de 2017

A caminhada de sábado

Por Roberto Szabunia*   Ainda ontem fiz uma viagenzinha no tempo. Foi curta, só até 2002. Pela posição, encarnei no meu boné (um do Palmeiras que […]
29 de outubro de 2017

Fui de Conga

Por Roberto Szabunia* Semana passada, como você bem se recorda… Não, isso não é mais um capítulo de “Perdidos no Espaço” começando. Só estou remetendo o […]
24 de outubro de 2017

A máquina do tempo

Por Roberto Szabunia* Duvido! Duvi-de-ó-dó! Duvido que tenha alguém, em qualquer parte do mundo, que jamais tenha imaginado uma viagem no tempo. De preferência ao passado. […]
8 de outubro de 2017

A revolta dos chocólatras

Por Roberto Szabunia*   Meu Facebook anda bombando nesses dias, com uma doce polêmica iniciada pelo ilustre Milton Wendel sobre a qualidade dos chocolates nacionais. Wendel […]
2 de setembro de 2017

E se…

Por Roberto Szabunia* Meu avô tivesse sido colocado num navio para a Austrália? Ou para os Estados Unidos? Estive pensando nessas possibilidades um dia desses, estudando […]
25 de agosto de 2017

Matinê com Jerry Lewis

Por Roberto Szabunia* “Neste domingo, na matinê, às 15 horas, ‘O Rei do Laço’, com Jerry Lewis e Dean Martin.” Com o anúncio que abre essa […]
20 de agosto de 2017

Imagens da Max

Por Roberto Szabunia*   Recém-chegado em Joinville, no já distante janeiro de 1979, nada conhecia da cidade. Das raras ocasiões anteriores que por aqui andara, pouco […]
13 de agosto de 2017

Ligue um livro!

Por Roberto Szabunia* Tenho visto nas redes sociais e escutado em conversas ao vivo uma reclamação constante sobre a falta de qualidade da televisão, de um […]
23 de julho de 2017

Dumont vai à Lua

Por Roberto Szabunia* É certo que o mineiro Alberto Santos Dumont voou alto e longe, mas nada além da torre Eiffel. Só traço o paralelo com […]
16 de julho de 2017

No ar, Ademir Ramiro!

Por Roberto Szabunia* O título dessa crônica é o mesmo que utilizei no perfil de duas páginas, que escrevi em abril de 2010 no jornal Notícias […]
22 de junho de 2017

O quente julho frio

Por Roberto Szabunia* Julho chega sábado da semana que vem. Não é o primo Júlio. Esse é com lh. É a marca do segundo semestre, segunda […]
9 de junho de 2017

Basília, a volúvel

Por Roberto Szabunia*   No princípio, a índia morena era Jaci ou Yacy. Lua, traduziu seu primeiro admirador, Pedro, que a conheceu no apagar das luzes […]
2 de junho de 2017

Quer matar o chefe?

Por Roberto Szabunia* “Quero Matar Meu Chefe” não é um novo grupo de WhatsApp ou uma comunidade no Facebook. Trata-se tão somente de um filme, lançado […]
1 de junho de 2017

Quem não se comunica…

Por Roberto Szabunia* …se trumbica! Não sei se foi o próprio Chacrinha quem cunhou o bordão, mas a História tratou de imputar-lhe a autoria. Pouco importa, […]
28 de Maio de 2017

Da voz gutural à sintética

Por Roberto Szabunia*   No princípio era a desinformação. E fez-se a comunicação. Traço esse paralelo com o Gênesis para falar de um tema básico em […]

Crônicas do Szaba

Roberto Szabunia

Jornalista


Roberto Szabunia, nascido Antônio Roberto no dia 26 de maio de 1957 em Rio Negrinho. Jornalista desde abril de 1979, tendo passado pelos jornais A Notícia, Extra e Notícias do Dia; RBS TV; departamento de Comunicação da WEG S. A.; Rádio Floresta Negra (atual Nativa 103); agências Matriz e EDM Logos.