Rosa Dealtina Silva

24 de Maio de 2020

Miragem

Por Rosa Dealtina* O Sol de verão fecha a tarde… Ao longe, sua silhueta, maltrata o olhar… A tarde, para quem sonha, é tristonha! Sua presença […]
18 de Maio de 2020

Utopia

Por Rosa Dealtina Silva* Eu voava e planava sobre o mar, onde tu estavas… Voava sobre tua cabeça, tua casa, tua estrada… Não sou tua morada! […]
11 de Maio de 2020

Engano

Por Rosa Dealtina* Suas lembranças transpassam, percorrem… meu corpo… Estremeço quando sinto afagos loucos; desatinos! Dentro deste peito sem rima, sem trecho, canta o desassossego de […]
3 de Maio de 2020

Reflexo

Por Rosa Dealtina* Da janela vejo a lua… Bela, leve, nua! As estrelas irradiam… a luz do teu olhar! Romântica noite; saudades de te amar…! Recolho […]
26 de abril de 2020

Adeus à lua

Por Rosa Dealtina Silva* Sozinho na rua, eu e a lua… Os passos, os rastros, não são seus; são meus, fincados no chão… A lua ilumina […]
19 de abril de 2020

Resgate

Por Rosa Dealtina Silva* Resgatei sentimentos dentro dos pensamentos… Sentimentos de um amor perdido…! Saudades de um amor… não vivido! O tempo passou… e trouxe este […]
6 de abril de 2020

Apreço

Por Rosa Dealtina* Sob o Sol, saí contando flores… Quantas nuances! Reportei à juventude, romances… amores! Molhei os pés no riacho Nuvens rosadas jogaram abraços… Senti os […]
25 de março de 2020

Inusitado

Por Rosa Dealtina* Avassalador, qual tempestade! Afastou pessoas, espaços e cidades! Chegou como temporal! A ventania trouxe arrepios… Os dias…ficaram sombrios! Nas ruas e nos quintais, […]
15 de março de 2020

Suporte

Por Rosa Dealtina* Esta mulher não é fera, mas… enfrenta a guerra! Guerra da solidão, das tristezas e das saudades… Guerra das maldades! Esta mulher cai […]
8 de março de 2020

Rebento

Por Rosa Dealtina*   Este teu brejeiro olhar é igual noite sem luar! Este sorriso trigueiro acalenta meu coração; alenta minha emoção! Tua presença sustenta meu […]
28 de fevereiro de 2020

Este seu olhar

Por Rosa Dealtina*   O verde azul do seu olhar está a me entorpecer… Este seu olhar deveria ser do mar e não estar em você! […]
25 de fevereiro de 2020

Invisível

Por Rosa Dealtina* Fantasias e alegorias no ar… alegrias, cantorias… Na passarela, toda bela, meu oculto amor!   O coração explode de emoção! Quanta beleza! Quanta […]
9 de fevereiro de 2020

Amplidão

Por Rosa Dealtina* Quero todo tempo para te amar… Quero este tempo , para sentir a sutileza e a leveza deste olhar! O tempo que tenho […]
5 de fevereiro de 2020

Fortaleza

Por Rosa Dealtina* Já te conhecia… Mas rever-te Fortaleceu meu amor, Por ti! Quão belo é teu povo, Teus saberes… Cultura e arte, Baluartes… Poderes… A […]
19 de janeiro de 2020

Penoso

Por Rosa Dealtina* Intenso, este amor… Forte, esta dor… Tristeza e saudade… Você, pura maldade! Sinto, esta avareza… Sofro, esta distância… Espero, nesta lembrança… Sufoco, esta […]
12 de janeiro de 2020

Não diga adeus!

Por Rosa Dealtina*     Não deixe meu coração! Não abandone Meu abraço…! Ande com meus passos; Não me deixe! Não! Não vá embora… Nunca será […]
5 de janeiro de 2020

Insensatez

Por Rosa Dealtina* Insensato coração Tirou a minha razão, Me deixou jogada ao chão, Sem nenhuma decisão… Insensata esperança, Corro igual criança, Estou no baile, não […]
30 de dezembro de 2019

Distância

Por Rosa Dealtina* O ano se vai… Tudo no mesmo lugar: o amor me esqueceu! O culpado? Não fui eu… Cheguei no cais; não te encontrei… […]
22 de dezembro de 2019

Encejo

Por Rosa Dealtina* Este céu, este luar… este mar… Flores e amores no ar! Linda primavera, com o céu azul estelar! Cheguei na estação; tu não […]
16 de dezembro de 2019

Sozinha

Por Rosa Dealtina* Meus olhos parecem fonte, chorando, sozinha… por este infante amor, que não quer me ver; nem tão pouco… me sentir…! Causa desta minha […]
1 de dezembro de 2019

 Sinuoso

  Devolva meu coração, minha vida… e meu viver…! Você partiu, levou meus apreços, meu endereço; nada mais está aqui! Se eu sair à procura, após […]
24 de novembro de 2019

Súplica

Por Rosa Dealtina* Dança comigo! Canta… Dança, me abraça! Me embala nesta sala; dança comigo! Eu danço para espantar o pranto; você dança, para meu encanto… […]
17 de novembro de 2019

Metáfora

Por Rosa Dealtina* Esta saudade, que invade, ao final da tarde, machuca… …e arde…arde… Após tanto tempo, meus pensamentos me esmagam por dentro! Esquecer!? Se o […]
10 de novembro de 2019

Duto

Por Rosa Dealtina*   As paredes choram com a minha tristeza! Choram pela frieza que você deixou quando partiu… As flores vermelhas, junto ao portão, murcharam… […]
3 de novembro de 2019

Veemência

Por Rosa Dealtina* Sou dono do meu corpo. Meu coração transborda de emoção… Os meus olhos são a janela da alma, que olham o nu, exalando […]
27 de outubro de 2019

Minas Gerais

Por Rosa Dealtina* Retornei das Gerais, onde conheci histórias, descobri vitórias; umas boas… outras, demais! Entre o vale e as montanhas, a flora era abundante, a […]
20 de outubro de 2019

Partidas

Por Rosa Dealtina* Onde está o mar? Onde está o meu amor, que um dia o mar levou…? A saudade no peito se instalou! Onde ficou […]
6 de outubro de 2019

Fictício

  Por Rosa Dealtina*   O mar está serenado… O amor, despedaçado! Tudo fui um dia… Hoje, madrugada fria…! Balanço com as ondas; caminho molhado… O […]
29 de setembro de 2019

Insensato

Por Rosa Dealtina*   Este azul do teu olhar não é do céu nem do mar; é o meu penar! Este céu reflete a saudade da […]
22 de setembro de 2019

Pérfido

Por Rosa Dealtina*   Já morri, já exequiei, mas não me enterrei… Este abandono tem dono: Tu és o culpado! Tu és o traidor! A cada […]
17 de setembro de 2019

Dúvida

Por Rosa Dealtina* Teus olhos, da cor do céu, me cobriram como um véu. Levitei nesta paixão rasgando meu coração! Me entreguei nesta fúria, nos perdemos […]
8 de setembro de 2019

Compleição

Meu corpo. meus olhos, meu coração e todo o meu ser sentem a sua presença, apesar da triste distância… Não sei se é saudade: não sei […]
1 de setembro de 2019

Lampejo

Por Rosa Dealtina* Este silêncio, que tomou conta do meu ser, juntou-se à solidão, que invade meu corpo; invade meu viver, sem fim…! Não choro; eu […]
25 de agosto de 2019

Mutação

Por Rosa Dealtina* Após seu adeus, o vermelho desapareceu! O lilás do nosso amor… …morreu! Sou fugaz… sou arredio do amor; não busco mais, esta dor, […]
19 de agosto de 2019

Mordaz

Por Rosa Dealtina* Através da janela, inebriante melodia convida a bailar… Neste baile, sem gala e sem brilho, vejo você dançar… Seu corpo extasiante exala o […]
11 de agosto de 2019

Tênue

Ouço o canto, que embriaga, que afaga, este ser… sem mágoas… A areia, a praia, a água… espalham fagulhas… no ar! Deleito junto ao mar! O […]
4 de agosto de 2019

Almejo

Por Rosa Dealtina* Hoje, eu preciso de você! Me enlaçar no seu sexo, receber seu calor… Me enrolar no seu corpo; me extasiar no amor!Hoje eu […]
28 de julho de 2019

Deleite

Por Rosa Dealtina* Meus sonhos edifiquei junto ao mar! Com as ondas quero dançar; na areia vou deleitar… Namoro ao luar… Colori minha vida com margaridas […]
22 de julho de 2019

Senda

Por Rosa Dealtina* O caminho percorrido é só meu… Os abraços recebidos não foram os seus… Acordei, madrugada; eu na calçada… A lua chegou para clarear […]
14 de julho de 2019

Cegueira

Por Rosa Dealtina* Tão longe e tão perto, eu desperto sem você! Só você que não me vê… Só você não me alenta… Quando se aproxima, […]
8 de julho de 2019

Travas

Por Rosa Dealtina* Na frente deste olhar têm pessoas caminhando, pessoas rindo, outras chorando; algumas pessoas… rezando! Vejo pessoas correndo, sei de pessoas morrendo, outras!? Apenas […]
30 de junho de 2019

Vazio

Por Rosa Dealtina* O travesseiro… Companheiro… Onde sinto Seu aroma… No ar! Vivo a delirar Que um dia Irá voltar… Ocupar este vazio Do seu lugar… […]
23 de junho de 2019

Sem dono

A cidade acordou! As pessoas saem dos seus lugares… Eu não durmo… Não acordo… Não vivo…! Sigo o fluxo, sem destino… Minha vida? Desatino! Perdi para […]
16 de junho de 2019

PILar

Por Rosa Dealtina* Sigo sem saber o porquê          que você se foi… Algo errado aconteceu;          ou o errado […]
9 de junho de 2019

Novo ser

Por Rosa Dealtina* Hoje vejo mais cores na estrada que vou passar… Mais harmonia nas pessoas que vejo; muito brilho no olhar, que, em muitos lampejos, […]
2 de junho de 2019

Dormência

Por Rosa Dealtina* Ouço os pingos da chuva,Que chora com a minha dor…Com esta falta de amor!Eu amo e não sou amada;Eu quero e não sou […]
26 de Maio de 2019

Azul Mar

Por Rosa Dealtina* Fico a olharo azul do mardo teus olhos… Neles,vejo horizontes;o brilho do Sol,nascendo……reflexos do céu,azul,ao longe… Este azul,que é só teu;não tem a […]
12 de Maio de 2019

Nada tenho

Tenho tudo na vida; mas não tenho o teu amor… que se foi, deixando esta dor, que em mim ficou… Tenho tudo o que quero; mas […]
5 de Maio de 2019

Desalento

Minha alegoria não tem brilho nem cor…;…tem manchas de dor!Daquele amor! Foram dias, anos…maravilhosos…fervorosos…fortes,tais quaisventos do Norte;para onde você foi!? Nesta paragem ficou a miragem daquele […]
28 de abril de 2019

Súplica

Por Rosa Deatina* Vem comigo! No fim da estrada tem nova morada; nos esperando… chegar! Vamos procurar abrigo! Vem comigo… sonhar…! Vamos lembrar o passado, Quando, […]
21 de abril de 2019

Alvorecer

Por Rosa Dealtina* Da janela observo o Sol nascer… Abro janelas e portas para este brilho entrar! Quem tem este alvorecer tem muito que agradecer esta […]
15 de abril de 2019

Afago

Por Rosa Dealtina Silva*     Nesta peleiaas ondas…namoram na areia;Apaixonadas pelo mar! A lua e as estrelasentoam cantoao alvorecer…O Sol energiza sobre a brisa,o amor floresce:na […]
31 de março de 2019

Equilíbrio

 Por Rosa Dealtina Silva* Minha estrada não é reta…Quantos tropeços já deinas pedras que encontrei;mas tambémtive outros trechosonde seique só ganhei… Nas curvas desta estrada,onde desviei […]
25 de março de 2019

Será?

 Por Rosa Dealtina Silva* A criança na janela, tão bela e tão singela, sempre me vê passar… Todos os dias, ela olha… olha… sem nada falar; […]
17 de março de 2019

Ceifa

 Por Rosa Dealtina Silva* O coração sangra…!O grito não ecoa;o pensamento voa…A ceifa infante freou a criança;cessou a esperança! Janela,porta e portão não tinham mãos para […]
11 de março de 2019

Deserto

Laranjeiras, Pessegueiros florescem no quintal; Em você floresce o mal, que seu coração fechou ao amor! Meu coração pede socorro; …eu morro, antes de você sentir… […]
4 de março de 2019

Entranhas

Por Rosa Dealtina Silva* Minhas entranhas não te reclamam; apenas te chamam… …te amam, te amam… Minhas entranhas não estranham teus defeitos; se deleitam e te buscam… […]
24 de fevereiro de 2019

Solitários

Por Rosa Dealtina Silva*
17 de fevereiro de 2019

Alicerce

Por Rosa Dealtina Silva* Nada existe sem vocês! A base de tudo é meu querer por vocês… Respiros às suas presenças… Arrebato meu coração, sem a razão, […]
10 de fevereiro de 2019

Lacuna…

Por Rosa Dealtina Silva* Pintei flores coloridas em fundo branco… Plantei cores no jardim e no campo… Esperei a primavera; o inverno foi intenso…! …sinto ao longe… […]
3 de fevereiro de 2019

Ruptura

Por Rosa Dealtina Silva*   Delicadeza, sutileza, leveza e beleza… …são as forças, da natureza! Senhores, sabores, multicores, odores… Tamanhos, rebanhos, humanos… …insanos; …estranhos, neurônios… Eles pedem […]
27 de janeiro de 2019

Jazida

Por Rosa Dealtina Silva* A tarde segue, fria e chuvosa, eu sozinho… Abandonado nesta tarde chorosa…! A rua, toda nua, traz o semblante, sem brilho; errante…   […]
20 de janeiro de 2019

Vagando

Por Rosa Dealtina Silva*   Quero contar estrelas… Meus olhos não alcançam! Sozinha, à deriva, são as ondas que me levam; onde eu irei!? Onde elas irão […]
13 de janeiro de 2019

Decadente

Por Rosa Dealtina Silva* Sobre o cabide, vermelho, seu vestido; no espelho, seus vestígios; no quarto, calafrios…! O perfume, sinto no ar… um dia irá voltar?! minhas […]
7 de janeiro de 2019

Efervescência

Por Rosa Dealtina Silva*     Estremeço e extravaso quando tu me pegas e me tens, na hora do amor… Me desmancho na água, que escorre junto […]
30 de dezembro de 2018

Regresso

Durmo com as estrelas, sob a lua me deleito… Acordo com o canto dos pássaros, junto à janela… A saudade dela arde dentro do peito… Quando… […]
23 de dezembro de 2018

Utopia

Por Rosa Dealtina Silva* Curioso este amor desvairado, desordenado, sem noção…   Este amor chegou calado; se tornou um furacão, dando empurrão, alavancando o coração!   O […]
16 de dezembro de 2018

Cintilante

Por Rosa Dealtina Silva*     Fúlgido amor, que me inflama e me expande, por onde eu ande, com este meu rubor…   Esplêndido amor, que me […]
9 de dezembro de 2018

Galgar

Por Rosa Dealtina Silva*   Eu canto para aliviar o meu pranto, por desencanto, sofre por alguém… Este alguém que não ama; apenas engana…   Pereço como […]
2 de dezembro de 2018

Penumbra

Por Rosa Dealtina Silva*     Na falta de luz, da noite sem luar, sem estrelas a bailar, eu fico vagando, tal qual pirilampo, sem rumo e […]
25 de novembro de 2018

Chama

Por Rosa Dealtina Silva*     Quando o amor te pega pela ❤?mão, não vê sabor, sexo, ou cor… Vê o coração!   O amor enobrece, floresce, […]
18 de novembro de 2018

Fraqueza

Por Rosa Dealtina Silva* Cansada de pedalar, parei ao lado do mar… O céu escurecia; A brisa me recebia…   Desvairada, em vão destino, meio em desatino, […]
11 de novembro de 2018

Efêmero

Por Rosa Dealtina Silva*   Teu corpo, enclausurado no tempo, não vive neste momento; mesmo que eu te veja nu… Quão distante estás do amor?! Eu, nesta […]
4 de novembro de 2018

Desaponto

Por Rosa Dealtina Silva* À noite, ao ver e ouvir, deixei de sorrir… Por ti eu briguei, anunciei, divulguei…chorei…! Não foi o meu querer; não deu o […]
28 de outubro de 2018

Aerado

Por Rosa Dealtina Silva*     No desenho da lua, no brilho do céu, na brisa do vento, no revolto do mar, firmei a minha tristeza! Tristeza […]
21 de outubro de 2018

Passível

Por Rosa Dealtina Silva*   Num lapso de tempo busquei em meus pensamentos algo que cravou em mim…   Tempos idos de outrora! Aqueles corpos ardentes, aquele […]
14 de outubro de 2018

Tempo…

Por Rosa Dealtina Silva*     Este tempo que ganhei, sem nunca ter pedido, é o tempo percorrido, desde quando respirei na primeira hora da vida…   […]
7 de outubro de 2018

Efígie

Por Rosa Dealtina Silva*   Atriz, bailarina, equilibrista, malabarista…   Eu, o palhaço, envolto no laço do amor, sem cor…!   Sua beleza fascina, alucina… este sofredor… […]
30 de setembro de 2018

Vislumbre

Por Rosa Dealtina Silva*   Meu coração é tão intenso quanto o Sol e a lua! Explode esta insana tristeza… Despe este pudor; tal qual a lua, […]
23 de setembro de 2018

Devaneio

Por Rosa Dealtina Silva* Queria abraçar o Sol da primavera, sentir novamente os abraços seus; e não sentir o seu adeus!   Queria sentir os carinhos seus […]
16 de setembro de 2018

Alento

Por Rosa Dealtina Silva*   Penso que sou seu fôlego, que respira, com a minha presença; que fala, sem nada dizer…   Sinto que se revigora em […]
9 de setembro de 2018

Travessia

Por Rosa Dealtina Silva* Pulsação, coração, emoção, razão…   Assim é a vida! Somos essência da história falada, contada, errada…   Cada passo escorrega, caso você não […]
2 de setembro de 2018

Declínio

Por Rosa Dealtina Silva*   Morre o Sol, nasce a lua, estou aqui, perdido na rua…   Esta saudade, esta tristeza está uma loucura!   Não […]
26 de agosto de 2018

Estampa

Por Rosa Dealtina Silva*   Teu nome nem lembro mais, minha agenda eu limpei, o que era teu joguei fora…   Abri portas e janelas, para renovar […]
19 de agosto de 2018

Revés

Por Rosa Dealtina Silva* A estrada que você andou já terminou; afundou no mar da saudade, com as ondas da felicidade…   O caminho que você passou […]
12 de agosto de 2018

Despedida

Por Rosa Dealtina Silva* Na sala quem fala é a mala, que embala e rala tuas tralhas! A rua não é tua; brilha a lua, toda bela […]
5 de agosto de 2018

Recanto

Por Rosa Dealtina Silva*   A estrada, de flores ladeada, colore nossas vidas. Na casa do pé da serra sempre existe primavera; outono e verão são todos […]
29 de julho de 2018

Ladrão

Por Rosa Dealtina Silva* Quando te vi passando, quase esmoreci! Com a tua proximidade tudo escureceu! Na minha frente, a razão por quem amei um amor que […]
22 de julho de 2018

Disfarce

Por Rosa Dealtina*   Fui fisgada, estremeci de paixão, quase perdi a razão, Mas o meu coração, não sabe, ou não quer saber, o que significa […]
15 de julho de 2018

Nódoa

Por Rosa Dealtina*       Atrás deste olhar tem alguém que chora… sofre e clama… Amar é meu destino; não sei se é divino?!   […]
8 de julho de 2018

Asseio

Por Rosa Dealtina* Dei um chute na tristeza, deixei a saudade na esquina. Peguei um trem na partida; um ônibus na corrida; um carro na subida… […]
1 de julho de 2018

Carecido

Por Rosa Dealtina Silva* Eu não tenho um amor só meu, que me aqueça, que eu estremeça…   Eu não tenho o corpo teu, que traga calor, […]
24 de junho de 2018

Atenuar

Por Rosa Dealtina Silva* Não quero viajar com este peso por dentro! Tristezas e saudades pesam demais!   Este peso no peito afundará na estrada… Não cabe […]
17 de junho de 2018

Indecisão

Por Rosa Dealtina Silva*   Às vezes me sinto bruxa; outras vezes, eu sou fada… Fico nesta enrascada, tendo que decidir… As bruxas não são do mal; […]
10 de junho de 2018

Tempestuoso

Por Rosa Dealtina Silva*   (Acróstico: Saudades Doloridas)   Sua imagem sempre estará Ao meu alcance, mesmo por uns instantes… Um triste esperar, relutante! Depois da tempestade, […]
3 de junho de 2018

Encalço

Por Rosa Dealtina Silva* Procuro juntar os pedaços, os vestígios e os cacos que você fez de mim… Meu coração, meu corpo, meu ser e minha razão […]
28 de Maio de 2018

Invisível

Por Rosa Dealtina Silva* Esta sua ausência, que está tão presente… Sinto que aos poucos vai me detonar…   No seu cadenciar ao caminhar, melodioso andar, exala […]
20 de Maio de 2018

A estrada

Por Rosa Dealtina Silva*   Penso que te esqueci!? Vivo me enganando… Em tudo vou te buscando…   Dentro do peito, este peito tão vazio, por ti […]
13 de Maio de 2018

Mulher

Por Rosa Dealtina Silva* Mulher é sinônimo de prece, tão forte quanto é o amor, que sente sem sentir dor, que gera uma nova flor… A mulher […]
6 de Maio de 2018

Pescaria

Por Rosa Dealtina Silva* Saí para pescar em noite de luar… As estrelas a me seguir… Cheguei no mar sem sentir!   Pesquei quilos de saudades… Uma […]
30 de abril de 2018

Pressa

Por Rosa Dealtina Silva* Estou presa por um fio… Tão frágil, quanto eu contigo! Meu coração está quase frio; quase parado de tanta dor…! Dor por estar […]
22 de abril de 2018

Asas do vento

Por Rosa Dealtina Silva* O vento que assovia, nesta tarde quente, leva e traz quem está ausente, e, de repente, a brisa torna-se fria… Nas asas do […]
15 de abril de 2018

Esta manhã

Por Rosa Dealtina Silva* Nesta manhã meu mundo caiu! Sinto calafrios por este amor tão triste e tão frio… Esta manhã ficou nublada! Estou numa encruzilhada, sem […]
8 de abril de 2018

Cessar o tempo

Por Rosa Dealtina Silva* Este peito apertado, rasgado e amargurado guarda tua presença na lembrança.   Este peito ficou tão estreito, mas guarda os vestígios da falta […]
1 de abril de 2018

Oração

Por Rosa Dealtina Silva* Ao despontar do Sol em todas as manhãs, ergo meus olhos em oração…   Oro pela beleza da vida, pela luz que erradia […]
25 de março de 2018

Resíduos

Por Rosa Dealtina Silva* De tez morena, olhos azuis e semblante elegante, chegastes de mansinho, falando calmo, baixinho… parecendo um encanto… Não resisti, e investi na entrega…! […]
18 de março de 2018

Além de tudo

Por Rosa Dealtina Silva* Embalado pelo verde azul do mar dos teus olhos repousa meu Sol. Junto do azul-luar e das estrelas enamoradas, vivo por ti, e […]
11 de março de 2018

Guerreira

Por Rosa Dealtina Silva* Sou mulher guerreando contra o tempo, desfazendo pensamentos… Criando e diferenciando, das coisas vivenciadas… O tempo foi meu aliado. Tenho mais sabedoria. A […]
4 de março de 2018

Perecendo

Por Rosa Dealtina Silva* Vivo contando as horas, olhando a chuva caindo lenta lá fora… A noite já vai embora! Não durmo, nem sei se vivo; durmo […]
25 de fevereiro de 2018

Por quê?

Por Rosa Dealtina Silva*   Pergunto ao meu coração: Por que amas tanto assim? Por que não aceitas o fim? O que vivi não mais existe, mas […]
18 de fevereiro de 2018

Solitária

Por Rosa Dealtina Silva*   Um lençol de flores coloriu minha presença naquela tarde solitária.   A solidão que me acompanha é parte da existência que ficou, depois […]
11 de fevereiro de 2018

Ausência

Por Rosa Dealtina Silva*   Queria ser o beija-flor, que não entende a dor do amor! Queria poder voar para trás poder deixar este alguém que tanto […]
4 de fevereiro de 2018

Azul luar

Por Rosa Dealtina Silva* Teus olhos têm do céu o azul que refletem no azul do mar em mim… Teu corpo tem o calor que o Sol […]
29 de janeiro de 2018

Por um fio

Por Rosa Dealtina Silva*     Inacreditável! Hoje você me olhou e me viu… Estremeci por dentro e por fora… De tanta alegria, todo o meu ser […]
21 de janeiro de 2018

Conselho

Por Rosa Dealtina Silva*     Uma estrela, que parece cair, está a me sorrir!   Ela traz na trajetória parte da triste história, que insiste em […]
14 de janeiro de 2018

À sombra

Por Rosa Dealtina Silva*   O verde do quintal da minha casa chega à lagoa. Suspira e respira, canto de harmonia entoa, esperando por nós…   Todo […]
7 de janeiro de 2018

Lápide

Por Rosa Dealtina Silva*   Por te amar tanto assim Me despi da alegria Fui no fundo do oceano Morri como fosse sonho O amor me fez […]
31 de dezembro de 2017

Transição

Por Rosa Dealtina Silva*     Parar o tempo é parar a vida, parar o sorriso, parar a subida… Parar a vida é parar o amor, parar […]
24 de dezembro de 2017

Origens

Por Rosa Dealtina Silva*   Escuro é a dor e a falta de amor… A falta de brilho e do escuro da visão… É a falta de […]
17 de dezembro de 2017

Poesando

Por Rosa Dealtina Silva*     O verão está despontando, trazendo novos olhares, novos brilhos pelos ares… Chegando com muitas cores, mais calor aos corações, corpos à […]
9 de dezembro de 2017

Cadeira

Por Rosa Dealtina Silva* A cadeira balança saudades de alguém que ali sentava todas as tardes… Ficava olhando o Sol, majestoso, se pôr… Vendo o pomar em […]
3 de dezembro de 2017

A fonte

Por Rosa Dealtina Silva* Na fonte que desperta os amores joguei todo meu apreço, troquei meu endereço, só para contornar o mal. No fundo da fonte, refletindo […]
25 de novembro de 2017

Fugaz

Por Rosa Dealtina Silva*   Saí andando, pela estrada, sem rumo… Me tornei um moribundo. Deixei tudo para trás… A falta que você me faz me […]
19 de novembro de 2017

Bandeira

Por Rosa Dealtina Silva*       Verde Brasil, varonil, de braço forte… Bandeira em céu azul, do Cruzeiro do Sul. Amarelo ouro da terra, do […]
12 de novembro de 2017

Frieza

Por Rosa Dealtina Silva*   Amargo é o sabor deste teu amor, que não ama. Frieza neste teu olhar, é igual uma faca a me ferir! […]
4 de novembro de 2017

Rosa

Por Rosa Dealtina Silva* Em tempos remotos, o Senhor Uniu este ser, que sou eu, a Mais uma estrela preciosa! Enviou cores aos seus amores…   […]
30 de outubro de 2017

Espera

Por Rosa Dealtina Silva* Já é madrugada, eu na estação, esperando o trem, que não vem… Sinto um frio que vem do vento… A lua não […]
24 de outubro de 2017

Saberes

Por Rosa Dealtina Silva* Estamos na estação dos aromas das flores e de novos amores no ar… No mês das crianças, das nossas lembranças, que nos […]
14 de outubro de 2017

Missão

Por Rosa Dealtina Silva*   São tantos amigos, verdadeiros e parceiros, nesta nobre missão, de ser esta mãe, diferenciada… Sou uma mãe especial; não que as […]
8 de outubro de 2017

Prece

Por Rosa Dealtina Silva* Sempre orar e agradecer me leva mais perto de Deus… Acompanha os passos meus, que em toda manhã te vejo, nesta vida […]
30 de setembro de 2017

Decisão

Por Rosa Dealtina Silva* Arrisquei na decisão e fui bater na tua porta… A ansiedade, quase me devora, mas te ver, era a solução, para acalmar […]
23 de setembro de 2017

Primaveril

Por Rosa Dealtina Silva*     Com as primaveras do mundo, com os povos mais distante, paramos a refletir: O que é primaveril? A criança é […]
18 de setembro de 2017

Brilho da lua

Por Rosa Dealtina Silva*     Roubei o brilho da lua! Me vesti de prateado, fiquei leve, quase nua… Sentei firme no horizonte. Refleti na minha […]
14 de setembro de 2017

Janela

Por Rosa Dealtina Silva* Olhei pela janela, o mar a me convidar, a sair para pescar. Pescar o amor que finda; Pescar a saudade que fica; […]
14 de setembro de 2017

Setembro

Por Rosa Dealtina Silva*   O tempo me falou que não faz muito tempo que as flores tinham mais cores, que os odores tinham mais sabores, […]
28 de agosto de 2017

Quero você!

Por Rosa Dealtina Silva* Não quero sorrisos sem risos, Não quero amor sem sabor, Não quero querer sem sentir, Não quero sentir sem vibrar, Não quero […]
21 de agosto de 2017

Sufoco

Por Rosa Dealtina Silva* Fácil é cantar Roberto, Caetano e Gil; Difícil é falar do meu amor! Foi embora e me deixou, chorando com minha dor… […]
14 de agosto de 2017

Castelo

Por Rosa Dealtina Silva*   Estou preso dentro de mim! Encarcerado num castelo. Meu corpo está em chamas… Tu tão perto e não me amas! Flores […]
5 de agosto de 2017

Travessia

Por Rosa Dealtina Silva* Joguei pétalas no chão. Amarrei meu coração, no ipê da travessia, das nossas juras, um dia… As curvas hoje me levam, no […]
24 de julho de 2017

Apenas eu!

Por Rosa Dealtina Silva*   No crepúsculo da vida, observo o amor se pondo… Fomos uma aurora brilhante! Com as estrelas, nos amamos; Era imenso o […]
16 de julho de 2017

Além das nuvens

Por Rosa Dealtina Silva*   Me jogaste num precipício! Como rocha que sou, a mesma pedra me salvou. Hoje sou pedra, com garras, intransponível! Sofri por […]
13 de julho de 2017

Infância

Por Rosa Dealtina*   Lembro daquela árvore que nos embalava, com seus galhos a florir… Hoje só lembranças, de quando éramos crianças: Corríamos, brincávamos, como se […]
1 de julho de 2017

O trem

Por Rosa Dealtina Silva* O trem que anda lento, leva meus passos que silenciaram. Eu grito ao vento! As nuvens que me ouvem, nada traduzem, se […]
25 de junho de 2017

Saudades

Por Rosa Dealtina Silva*   A maré que embala, leva de mim esta dor! No verde do teu mar, me coloco a bailar. Serenata eu fazia , […]

Caminhos Percorridos

Rosa Dealtina Silva

Pedagoga


Rosa Dealtina Silva é formada em pedagogia (administração escolar). Professora das séries iniciais, ensino fundamental e ensino médio. Ama filosofia, leitura, poesia e pintura. Neste espaço, ela vai compartilhar algumas de suas poesias.