Sinuoso

 

Devolva meu coração,

minha vida…

e meu viver…!

Você partiu,

levou meus apreços,

meu endereço;

nada mais está aqui!

Se eu sair à procura,

após esta loucura

que está este meu ser…

não serei o destino,

não serei a estrada;

serei a morada

do desatino…

Olho o Sol e a lua…

Olho o horizonte e a rua…

Nada tem a direção

de achar meu coração!

Após o amanhecer,

se eu sobreviver…

alinharei meus pensamentos…

Para chamar o vento!

 

*Rosa Dealtina Silva é formada em pedagogia (administração escolar), com especialização em progestão escolar. Professora das séries iniciais, ensino fundamental e ensino médio. Ama filosofia, leitura, poesia e pintura. Neste espaço, ela vai compartilhar algumas de suas poesias.

(Foto: São Francisco do Sul e suas histórias / Divulgação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *