Olhar Passarinho

26 de Maio de 2020

Tecer, bordar e nos curar

Por Maria Cristina Dias* A vida sempre tem momentos de incertezas. Às vezes incertezas maiores, às vezes menores. Às vezes tempos curtos, às vezes tempos longos. […]
22 de Maio de 2020

Ora, ora, mas por quê?

Por Maria Cristina Dias* Tempos de crise costumam nos trazer todo tipo de desafios e sentimentos. Medo, insegurança, coragem, indignação, solidariedade… Sobretudo, tempos de crise nos […]
17 de dezembro de 2019

Olhar Passarinho – Árvores de lembranças

Por Maria Cristina Dias*  Tempos de Advento, tempos de olhar para dentro de si, de reflexões. Hora de montar a árvore, de arrumar a casa, de […]
28 de setembro de 2019

Um olhar para o outro

Por Maria Cristina Dias* Ele estava ali, daquele jeito de sempre, aparentemente meio apressado, um tanto desatento, seguindo seu caminho. Dava bom dia, boa tarde, trocava […]
7 de agosto de 2019

Desaparecer é pior que morrer

Por Maria Cristina Dias* “Como uma pessoa desaparece na década 30 e não deixa rastro… não me conformo”, dizia-me um cliente que tenta montar o quebra-cabeça […]
5 de agosto de 2019

O óbvio não existe

Por Maria Cristina Dias* A comunicação entre dois viventes nunca foi algo simples, fácil ou, por que não dizer, racional. Muitas vezes falamos “A”, o outro […]
20 de julho de 2019

Sobre arte, trabalho, sonhos e o nosso futuro

Por Maria Cristina DiasJornalistawww.mariacristinadias.com.br Outro dia uma jovem voltada às artes e à educação se lamentava nas redes sociais sobre a dificuldade de fazer a família […]
11 de junho de 2019

Sementes ao vento

Por Maria Cristina Dias* Um dia ele me falou que estava juntando sementes de frutas para fazer mudas de árvores. Falou é modo de dizer. Neste […]
3 de fevereiro de 2019

O erro certo

Por Maria Cristina Dias* Quem pretende ser pai ou mãe tem que ter em mente, bem claro, uma coisa: o erro é inevitável. Sim, você vai […]
11 de novembro de 2018

Carta para você

Por Maria Cristina Dias*  Prezado leitor, você ainda escreve cartas? Não? Uma pena! Não que eu ainda as escreva, pelo contrário. Há muitos anos perdi este […]