Tem teatro infantil gratuito no Parque São Francisco, no bairro Adhemar Garcia, até quinta-feira (3)

Duas palhaças vestidas de nadadoras em frente a um caminhão. Projeto Conexão Cultura em Joinville

Projeto Conexão Cultural apresenta peças educativas sobre meio-ambiente e alimentação, com tradução em libras

 

Por Redação Fazer Aqui 

Duas palhaças vestidas de nadadoras em frente a um caminhão. Projeto Conexão Cultura em Joinville

A peça “As Palhaças Aquáticas em: Cadê a água?”, da Trip Teatro de Animação é uma das peças que serão apresentadas no Parque São Francisco. Foto Gabriel Borghi/Divulgação.

 

Nesta quarta (2) e quinta-feira (3), os moradores do bairro Adhemar Garcia, em Joinville, terão apresentação de teatro infantil gratuitamente. As sessões ocorrem no Parque São Francisco e são abertas à comunidade. Na quarta-feira (2) os horários de apresentações são: 8h30, 9h30, 14 e 15 horas. Já na quinta-feira (3), as sessões são apenas de manhã: às 8h30 e 9h30.

Duas companhias teatrais serão as responsáveis por divertir o público. A Trip Teatro de Animação apresenta o espetáculo “As Palhaças Aquáticas em: Cadê a água?”. A peça conta a história de Asmeline e Poulain. Quando estão
prontas para dar um show em sua incrível piscina, elas são surpreendidas por algo inusitado: a água sumiu! Entre risos e aventuras, emoções e descobertas, o público terá a oportunidade de aprender com essas palhaças aquáticas como preservar e cuidar da água.

Já o grupo Mamulengo Fuzuê apresenta o espetáculo: “Benedito, Abençoado e Bendizido”, que utiliza o tradicional teatro popular de bonecos. O texto aborda temas da atualidade como o consumo exacerbado e os maus hábitos de alimentação. As apresentações ocorrem no Palco Móvel, arena com capacidade para receber até 250 pessoas sentadas. A programação inclui sessões com tradução em libras.

O Conexão Cultural é um projeto itinerante, realizado pela empresa Magma Cultura. O trabalho foi aprovado pela Lei de Incentivo à Cultura, via Ministério da Cidadania, e conta com o patrocínio da Tigre e do Instituto Carlos Roberto Hansen (ICRH).

(Com informações da assessoria de imprensa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *